Características do VGBL – Dicas do Renato Follador.

Características do VGBL – Dicas do Renato Follador.

E nossa homenagem, neste mês ao Cara da Previdência, se encerra com um dos temas mais polêmicos da Consultoria, o tal do VGBL.

O VGBL é um plano de previdência de natureza aberta, oferecido por instituições bancárias e seguradoras.

Atualmente, é utilizado como investimento para proteção familiar, tendo em vista que não compõe os bens do inventário e é destinado diretamente aos beneficiários nomeados no plano.

Mas como investimento de longo prazo, destinado ao recebimento de renda complementar, é necessário prestar atenção para algumas características do VGBL.

As taxas de administração normalmente são maiores (0,8% a 1% para investimentos em renda fixa, e até 2% quando houver renda variável na carteira).

Além disso, não possuem meta atuarial e o fator atuarial é menos vantajoso quando da concessão do benefício.

A correção do benefício, após concessão, é apenas pela inflação.

E como não há a exigência de recolhimentos mensais, mas há finalidade lucrativa das instituições, o VGBL assume características de investimento financeiro, o que possibilita a penhora do saldo do VGBL.

Também não há incentivo tributário. Mas em contrapartida no tratamento tributário o imposto de renda incide apenas sobre o rendimento acumulado.

E ainda, é importante destacar que a única diferença entre o PGBL e VGBL é que no PGBL o incentivo e tratamento tributário segue a mesma regra dos Fundos de Pensão; ou seja, o imposto de renda incide sobre valor acumulado, enquanto que no VGBL o imposto de renda incide apenas sobre o rendimento do valor acumulado.

Da mesma forma, os investimentos no VGBL não estão amparados pela proteção do Fundo Garantidor de Crédito (FGC). E nem os investimentos no PGBL.

Então, se optar pela adesão ao VGBL, lembre-se de qual a finalidade desse investimento e se for destinado para renda complementar vale a pena conferir as dicas acima e se informar se realmente essa é a melhor opção para seu projeto de vida previdenciário.

Gostou da dica? Compartilhe!

Vem conosco. Viva, Renato “O Cara da Previdência”!

Deixe uma resposta