E a Reforma alterou a regra de outros benefícios?

E a Reforma alterou a regra de outros benefícios?

Importante lembrar que além das aposentadorias, a Previdência Social também abrange a cobertura dos riscos sociais em caso de doença, invalidez, morte, reclusão, maternidade e desemprego.

E com a Reforma da Previdência a aposentadoria por incapacidade definitiva (antiga invalidez) e o benefício de pensão por morte aos dependentes do segurado falecido foram os que sofreram alterações significativas na forma de cálculo da renda inicial.

Basicamente o valor inicial do benefício passou a ser 60% da média. E antes da Reforma o valor correspondia a 100% da média, independente do tempo de contribuição do segurado ou segurada.

A exceção à regra é se a incapacidade é decorrente de acidente, e neste caso a renda da aposentadoria passa a ser de 100% da média.

Da mesma forma, no caso de dependentes inválidos ou com deficiência intelectual, mental ou grave, o valor do benefício da pensão também passa a ser de 100%, mas não da média e sim do valor da aposentadoria, se o segurado já estivesse aposentado ou, 100% do valor da aposentadoria por incapacidade a que teria direito o segurado à época do óbito.

Por isso, é interessante destacar que o projeto de vida previdenciário também envolve a coberturas de riscos, decorrentes de situações inesperadas que podem ocorrer a qualquer momento, como a atual pandemia.

Pense nisso, compartilhando nossos conteúdos e sugerindo novos temas.

Deixe uma resposta