Orçamento doméstico – Dicas do Renato Follador.

Orçamento doméstico – Dicas do Renato Follador.

A Reorganização do orçamento doméstico também era objeto da Consultoria.

E Renato era enfático em defender a necessidade da utilização da clássica planilha mensal, para preenchimento diário.

A partir daí, o primeiro passo é separar as receitas (entradas/ganhos) e despesas (saídas/gastos).

Também é importante identificar e classificar as despesas, como:

  • Obrigatórias/Fixas: aluguel, condomínio, luz, telefone/internet, diarista, atividade física, transporte, parcelas de financiamentos/empréstimos.
  • Sazonais/Eventuais: impostos (IPTU, IPVA, seguro).
  • Extras/Supérfluas: lazer, vestuário, viagens, cosméticos e consumo de supérfluos.

Se o saldo da planilha já for negativo, o corte das despesas deve ser imediato, evitando assim gastos com: cartão de crédito, itens de vestuário, salão, cosméticos. Além de suspender a ida a restaurantes e lanches fora de casa. Viagens, nem pensar.

A saída é a elaboração de uma lista semanal de compras para o controle das necessidades e gastos. Também aproveite para avaliar a possibilidade de alguma negociação de eventuais dívidas ou diminuição de gastos com a troca de planos de telefone/internet, por exemplo.

Mas, lembre-se que o cartão de crédito pode ser o vilão da história, então o melhor caminho é guardar o cartão de crédito até que o saldo de sua planilha seja positivo.

Gostou da dica? Compartilhe!

Vem conosco. Viva, Renato “O Cara da Previdência”!

Deixe uma resposta